Operadoras de telefonia culpam crise e WhatsApp pelo fim de 10 milhões de linhas de celular no Brasil

Postada em: 10/12/2015 09h49m
Atualizado:   10/12/2015 09h51m

Operadoras brasileiras estão lamentando a perda de 3% de sua base instalada em apenas 5 meses em 2015. Foram 10.358.097 linhas de celular desligadas até outubro, o que representa a maior queda que já aconteceu no setor. O Brasil é o quinto maior mercado de telefonia celular do mundo.

As perdas foram distribuídas proporcionalmente ao tamanho de cada operadora no país. A Vivo, que é a líder no mercado, foi quem mais perdeu usuários, com 3,6 milhões de linhas desconectadas. Ela foi seguida pela Tim, com 3,3 milhões de linhas a menos. Depois vem a Claro, com menos 2,5 milhões de linhas e, por fim, a Oi teve 1,3 milhões de usuários a menos nessa queda toda.

Quando perguntadas a respeito do que poderia ter motivado uma queda recorde no setor, as operadoras tiveram um consenso em suas respostas. Além da crise, o argumento padrão de todas as empresas em 2015, as operadoras culparam o "efeito WhatsApp" para a perda de clientes, o que não chega a ser uma surpresa.

Segundo elas, a maioria dos usuários tem optado pelas redes sociais e aplicativos de mensagens para se comunicar, o que impactou principalmente no número de pessoas com duas linhas, que passaram a se contentar com uma só. Usuários com mais de um chip vão cada vez mais consolidar seus gastos num só, ainda mais agora que as tarifas para ligar entre operadoras diferentes vão ficar mais acessíveis. E é possível que a popularidade de aparelhos dual-SIM no Brasil também caia junto com essa tendência.



Whatsapp, Smartphones, Telefonia, Crise
  • Foto: Google
  • Fonte: Adrenaline.uol.com.br
  • Postador: Marcos

Digite o codigo abaixo:

Recarregar imagem